Desporto

Penáltis voltam a garantir ao Sporting a final da Taça da Liga

Um ano depois, o filme repetiu-se: tal como na temporada passada, o Sporting garantiu o apuramento para a final da Taça da Liga, no Municipal de Braga, após mostrar mais eficácia no desempate por grandes penalidades. Num jogo quase sempre mal jogado, o Sp. Braga colocou-se cedo em vantagem — Dyego Souza marcou logo no terceiro minuto —, mas Coates restabeleceu a igualdade ainda na primeira parte e, após 90 minutos desinteressantes, Renan Ribeiro mostrou-se decisivo: o guarda-redes sportinguista defendeu três penáltis e garantiu um lugar ao Sporting na final de domingo, na qual os “leões” terão como rival o FC Porto.

Um dia depois de o clássico entre Benfica e FC Porto ter sido tão bem jogado quanto polémico, a segunda meia-final da Taça da Liga teve bem menos adeptos, como Abel Ferreira tinha previsto, e futebol de menor qualidade, mas voltou a ter o videoárbitro como protagonista: um golo anulado ao Sp. Braga, aos 32 segundos da segunda parte, e um lance entre Claudemir e Coates na área minhota, no minuto 87, prometem alimentar nos próximos dias a polémica em torno da 12.ª edição da prova organizada pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Decisões controversas à parte, o reencontro entre Sp. Braga e Sporting, no Minho, quatro meses depois de José Peseiro ter sofrido no Municipal bracarense a primeira derrota oficial no regresso ao comando técnico dos “leões”, prometeu muito nos minutos iniciais, mas acabou por ser um duelo mais maçador do que entusiasmante.

Ver vídeo



Fonte: Público